Animaseg informa que talabarte sem absorvedor de energia deve ser inutilizado

A ANIMASEG (Associação Nacional da Indústria de Material de Segurança e Proteção ao Trabalho) apresentou novo posicionamento em relação à utilização do talabarte sem absorvedor de energia.

O parecer  foi divulgado na última terça-feira (25/04). De acordo com a determinação da NR35, em sua última revisão, em 21/09/2016, a força de impacto transmitida ao trabalhador, deveria ser de, no máximo de 6kN, em uma eventual queda.  Entretanto, em ensaios realizados recentemente em diferentes laboratórios, foram encontrados valores de 12kN a 28kN de força de impacto transmitida ao usuário na utilização do equipamento. Diante disso, a ANIMASEG deverá proceder medidas preventivas para que estes equipamentos sejam fornecidos com mais resistência.

A CE (Comissão de estudos) de EPI’s Contra Queda do ABNT/CB32 identificou, em levantamento realizado para a última alteração, que o equipamento não atende ao requisito dos 6kN, se encarregando de introduzir as alterações nas NBRs para que o talabarte sem absorvedor seja retirado do mercado. Estima-se que vai demorar cerca de seis meses para a referida revisão da NBR ser publicada, levando em consideração a velocidade de implementação reconhecida pelo Inmetro, sendo exigida somente dentro de dois anos.

É de responsabilidade da ANIMASEG encaminhar os laudos e dados de ensaios aos laboratórios, comprovando o problema, além de informar à CE (Comissão de estudos) de EPI’s Contra Quedas o parecer deste assunto.

É de suma importância que os talabartes sem absorvedores tenham a sua utilização proibida. 

Acesse o Documento Oficial: CLIQUE AQUI

Fonte: https://animaseg.com.br

CONTATO