Dia da indústria: uma data para reforçar sua importância na sociedade

O dia 25 de maio foi instituído em 1957, pelo presidente Juscelino Kubitschek, como o Dia da Indústria, para homenagear o patrono da indústria nacional, Roberto Simonsen, que faleceu em 25 de maio de 1948.

Roberto Simonsen, além de ter sido um profissional da engenharia, indústria e administração, foi presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), o que explica sua relação com a data. Desde então, este dia é importante para reforçar a relevância desta atividade que tem uma enorme representação no desenvolvimento socioeconômico para o país.

A indústria, de acordo com dados do próprio Portal da Indústria da CNI, representa atualmente 22% do PIB brasileiro, mas corresponde a 49% das exportações, 67% da pesquisa e desenvolvimento do setor privado e a 32% dos tributos federais (com exceção das receitas previdenciárias). Em dados econômicos, isto significa a cada real produzido pelo setor industrial, são gerados R$ 2,40 na economia como um todo.

Embora o país passe por um momento de crise, a indústria continua a registrar produções física industriais relevantes para o Brasil. Esta importância é nítida quando levamos em consideração que existe uma grande quantidade de indústrias, que são divididas em categorias, sendo as três principais as indústrias de bens de produção ou de base, as indústrias de bens de capital ou bens intermediários e as indústrias de bens de consumo duráveis e não duráveis.

Esta diversidade é um dos principais responsáveis por criar numerosos postos de trabalho que, consequentemente, resulta no crescimento da economia nacional e na melhoria dos padrões de vida da população. Além disso, a indústria contribui para o desenvolvimento tecnológico, social e intelectual da região em que está presente.

Portanto, neste dia da indústria, devemos parar para pensar e valorizar o segmento que movimenta os mercados essenciais para nossa vivência e sobrevivência humana, desde o nosso alimento e nosso vestuário até nossos meios de transporte, bem como valorizar todos os profissionais envolvidos nos processos de trabalho industrial.

CONTATO